._. Log in ._.

Fisioterapia não é atendimento de urgência e Maternidade Santa Fé afirma manter profissionais suficientes

IMG_0179 (Copy)

Fisioterapia não é atendimento de urgência e Maternidade Santa Fé afirma manter profissionais suficientes

A maternidade Santa Fé em resposta a matéria divulgada pelo Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO) vem a público explicar que possui 10 leitos no seu Centro de Terapia Intensiva e que conta uma empresa que fornece duas fisioterapeutas necessárias ao serviço prestado, cada uma cumprindo o turno de 18h, como exige a Lei de nº 6.312.

Também devemos esclarecer que o serviço de fisioterapia não se afigura como sendo de urgência ou emergência, devendo ainda ser levando em consideração que os pacientes neonatais devem ser manuseados o mínimo possível. “Preconiza-se que o tratamento fisioterapêutico somente ocorra após as primeiras 72 horas de vida nos recém-nascidos pré-termo, sendo a primeira semana de vida, portanto, o período mais crítico de evolução desses pacientes. A literatura recomenda uma ação fisioterapêutica mais cautelosa e individualizada, de acordo com a necessidade do recém-nascido. Os primeiros meses de vida constituem-se em momentos fundamentais para o acompanhamento dos rumos do desenvolvimento do bebê, considerando que a relação estímulo desenvolvimento é direta e devem ser tomados os cuidados quanto ao excesso de estimulação nos RNs, por eles não apresentarem estruturação de defesa formada. (Atuação da Fisioterapia no Recém-Nascido Prematura – Unidade de Reabilitação do Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Triangulo Mineiro).

A clínica também esclarece que o laudo pericial realizado pelo representante da CAODS, Paulo Rogério Monteiro, afirma que os médicos intensivistas, plantonistas são inteiramente capazes de resolver qualquer intercorrência que venha a ocorrer com os recém-nascidos.

Sendo assim, a Santa Fé mantém em seus quadros fisioterapeutas necessárias aos serviços médicos por ela prestados.

Sem comentários ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *